18 de junho de 2013

TARTE RÚSTICA DE CEREJAS (GALETTE)






Há receitas que vemos por aí, na web, que nos inquietam e nos tiram o sono...


Também acontece convosco ?
Digam que não sou a única que anda aqui a sonhar com certas comidas !


Há receitas que me perturbam o espírito, incomodam-me no bom sentido e ando sempre muito ansiosa enquanto não meto a mão na massa e não as testo.
Acontece-me com pães, com massas, com doces de Chocolate, com outro tipo de doces...

Um destes dias vi uma receita que me "incomodou" e manifestei isso mesmo à pessoa que a fez, não foi Violeta ?

Só tenho a agradecer-lhe o facto de ter partilhado esta tarte de cerejas magnífica, pois que eu já andava com a idéia de fazer algo no género agora que estas meninas saltitantes estão aí em força !

Comprei algumas vermelhas e comprei outras das que mais adoro:








...negras, carnudas, doces, suculentas, sedutoras, provocantes...

E usei-as abusivamente como talvez não se faz (eh eh eh) !



Foi de facto um grande sucesso esta Galette (termo usado na França para denominar tartes rústicas com formatos desalinhados), cuja receita só alterei em 2 ingredientes, pois que não queria perder pitada do sabor que tinha registado.

Na próxima vez que fizer uma Galette, experimentarei substituir a manteiga da massa por  óleo vegetal... foi uma idéia que vi por aí e que possivelmente resultará numa massa menos calórica.








As cerejas são frutos pequenos e arredondados que podem apresentar várias cores, sendo o vermelho a mais comum entre as variedades comestíveis. 
A cereja-doce, de polpa macia e suculenta, é servida ao natural, como sobremesa. 
A cereja-ácida ou ginja, de polpa bem mais firme, é usada na fabricação de conservas, compotas e bebidas licorosas, como o kirsch, o cherry e o marasquino
As cerejas contém proteínas, cálcio, ferro e vitaminas A, B, e C. Quando consumidas ao natural, têm propriedades refrescantes, diuréticas e laxativas. Como a cereja é muito rica em tanino, consumida em excesso pode provocar problemas estomacais, não sendo aconselhável consumir mais de 200 ou 300 gramas da fruta por dia.









As cerejas ajudam a eliminar toxinas e líquidos, têm muito poucas calorias e contêm fibra, que sacia e combate a prisão de ventre.

A sua temporada começa em finais de Abril e prolonga-se até Agosto.
Esta pequena delícia pertence ao género prunus e, dependendo do sabor, pode ser de duas classes, doce ou ácida (também conhecida como amarena).


Como escolher as melhores


A cereja é uma fruta que deve ser apanhada o mais madura possível porque, se for apanhada verde, não vai ficando mais doce como acontece com outras frutas (pêras, bananas, maçãs, etc.). 
Assim, se comprar cerejas verdes, vão continuar verdes.
As mais carnudas e maiores são sempre as que têm melhor qualidade. 
Devem estar limpas, com a pele firme, brilhante, inteira e sem golpes nem manchas.
Os talos devem ser verdes e frescos, bem presos ao fruto, sem marcas nem bolor no ponto de união entre os dois. 

Como conservar


Guarde-as no frigorífico sem lavar nem tapar. 
Desta forma conservam-se sem problemas até duas semanas. 
Pode congelá-las tal como estão ou submersas numa calda ligeira, apesar das variedades mais escuras serem as que melhor suportam esta técnica.
Lave-as bem. Não basta introduzi-las num recipiente com água. Para evitar intoxicações é preciso lavá-las por baixo da água da torneira, porque só assim é possível remover os vestígios de produtos químicos (fungicidas e antibolor) utilizados para evitar os danos causados por insectos e bactérias e de outras substâncias para melhorar o seu aspecto.

Sugestões de degustação

Cruas são um lanche excelente, muito pobre em calorias. 
Também pode acrescentá-las a saladas de frutas e compotas, tartes, pastéis, empadas doces, mousses e sorvetes.
Experimente-as com iogurte natural, requeijão, como recheio de crepes ou com gelado. 
O contraste de sabores vai surpreendê-lo se as servir com pratos de caça, porco e aves. 
Se as colocar a fermentar em aguardente obterá um bom licor.

O poder da frutose


A cereja é uma fruta muito rica em hidratos de carbono, sobretudo em frutose (neste caso concreto, a levulose), pelo que é uma variedade muito recomendada para pessoas que precisem de um açúcar saudável e energético.
Ao contrário do que sempre se pensou, são igualmente aconselháveis para os diabéticos (quando consumidas de forma moderada), já que é um açúcar bem tolerado.
Também são muito eficazes para combater a obesidade.









O que contêm...
Valores por 100 g de cerejas:

 

Calorias: 60
Hidratos de carbono: 13,3 mg
Fibra: 1,6 mg
Vitamina A: 24 g
Vitamina C: 6 g
Potássio: 210 mg
Magnésio: 10 g
Cálcio: 14 mg

Fonte: Tabela da Composição de Alimentos do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.








Ingredientes:

MASSA:
  • 220 gr. de farinha de trigo T-65
  • 90 gr. de manteiga sem sal gelada, cortada em cubos
  • 1 ovo
  • 3 colheres de sopa água gelada (se achar necessário acrescentar mais uma colher)
  • 1 colher de sopa de vinagre
  • 1 pitada de sal
  • 1 gema para pincelar a massa

RECHEIO:

  • 500 gr. de cerejas sem caroço
  • 4 colheres de sopa de açúcar +1colher de sopa para polvilhar
  • 1 colher de chá de raspa de limão
  • 1 colher de sopa de vinho do Porto
  • 1 colher de sopa de pão ralado
  • 1 colher de sobremesa de açúcar baunilhado
  • 10 gr de manteiga cortada em cubinhos





Preparação:


MASSA:

Coloque na batedeira a manteiga em cubos, o sal e a farinha, deixe-a bater com as varetas em espiral até formar uma massa esfarelada e vá acrescentando aos poucos as 3 colheres de sopa  água gelada, 1 colher de sopa de vinagre, o ovo e deixe-a trabalhar mais um pouco até formar uma massa homogénea.
Formar uma bola com essa massa, envolver em película aderente e reservar no frigorífico durante 1 hora.




RECHEIO:
 
Lave muito bem as cerejas, retire-lhes os pés e os caroços.

Coloque as cerejas numa tigela e junte-lhes 4 colheres de sopa de açúcar, 1 colher de chá raspa de limão, 1 colher de sopa de vinho do Porto, 1 colher de sopa pão ralado e o açúcar baunilhado.
Misture tudo muito bem com uma colher.
Reserve.


Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Retire a massa do frigorífico e estenda-a com o rolo sobre uma folha de papel vegetal e faça um círculo.
Coloque o recheio no centro da massa deixando 5 cm de borda sem recheio e pincele o interior das bordas com gema batida. 

Dobre o exterior da massa para cima do recheio, pincele com a gema e polvilhe com açúcar.
Espalhar 10g de manteiga em cubinhos por cima do recheio.

Coloque a tarte num tabuleiro.
Levar ao forno cerca de 35-40 minutos ou até a massa fique dourada.
Verifique o fundo da tarte e se estiver dourada retire-a do forno.

Deixe arrefecer sobre uma grelha.







66 comentários:

  1. Também vi esta tarte no blog da Violeta e achei-a fantástica, com uma cor linda!! Fiquei com imensa vontade de a experimentar com morangos :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Olá...
    Aspecto magnifico e delicioso :)...
    Beijocas...
    Leonor

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Que maravilha! Parece de revista! :) Parabéns!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Olá :) que linda tarte.
    Gostei das dicas sobre as cerejas :)

    ResponderEliminar
  5. Isabel,deixou-me sem palavras!Fiquei apanhada de uma grande e reconfortante surpresa.A sua tarte ficou com um aspecto magnífico,com um ar bem rústico e com uma cor linda.
    Eu fico feliz por ter gostado,Isabel.Obrigada!
    Não usou canela?:)
    bjns,violeta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Violeta,

      Muito obrigada pelo seu carinho, eu é que lhe agradeço a receita que, assim que vi, sabia que iria fazer brevemente ! :)

      Não usei canela porque, embora adore canela, sei que o seu sabor e aroma se sobrepõem aos outros que estavam presentes e queria bem activos nesta galette. O sabor das cerejas sobressaíu de forma esplendorosa sem a canela. :)

      Beijinhos

      Eliminar
  6. Linda! Ando para fazer uma com pêssegos...e há tempos publiquei uma no blog com maçã e framboesas! São deliciosas! A tua ficou uma tentação!
    Beijinhos

    Sílvia Martins
    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Isabel minha querida,
    é muito bom essa cumplicidade e compartilhamento onde
    todos nós ganhamos, a cada blog que visito é um novo
    aprendizado como essa tarte linda e tentadora e o melhor
    a cereja ainda faz bem à saúde, bela postagem amei!

    Beijinhos,ótima noite!

    ResponderEliminar
  8. Ficou uma tarte tão linda e com cerejas deixa-me com agua na boca.
    bjs

    ResponderEliminar
  9. wuau essa tarte ela esta um sonho adorei ela esta 5* essa fatia humm mas por aqui eles ainda nao sao la mt boas pois nao tem gosto mas assim que elas seijao boas vou ver se faço bjs

    ResponderEliminar
  10. Que post maravilhoso!
    Adoro cerejas, mas aqui são caras como o lume (expressão mt usada por cá).
    Ficou fantástica essa tarte.

    ResponderEliminar
  11. Oi Isabel, eu amo cerejas.Comeria todas essas soltas pela mesa, rsrsrs.Nunca comi galetes, me deixou com vontade.Ficou perfeita e apetitosa.Arrasou maninha.Eu vivo fazendo as receitas das amigas por ficar sempre babando nelas.Ainda preciso fazer uma sua, mas aqui em casa não comem muita sobremesa, por isso ainda estou resistindo a vontade, mas em breve sai.Beijos querida.

    ResponderEliminar
  12. Isabel,
    Não sei se conseguiria deixar arrefecer esta delicia. Que tentação deliciosa.
    Bjkas

    ResponderEliminar
  13. Madre mia de mi vida!!! Aiiiiii.... Quando vi as fotos, ia-me dando uma coisinha! Sim, porque está aí e nao aqui ao pe de mim!!! Adoro cerejas e estas Galetes sao sem duvida um pedaço de mau caminho!!
    Agora fiquei a olhar e a babar!! Não há condições, é que nao ha mesmo!!
    Mas fica anotada esta massa!!
    Nhamm... Olha fiquei augada!!!
    :))
    Beijinhos triplicados

    ResponderEliminar
  14. Eu fiquei fã de galettes desde que fiz uma dos desafios da Dorie às sextas... e esta com cerejas, que eu adoro... hummm, vai ficar na minha listinha, vai, vai!! :D
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Ai que delicia! Fiquei com água na boca só de olhar... Vou levar a receita

    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Querida Isabel,
    engraçado, porque também a adorei quando a vi no blogue da Violeta e roubei a receita,
    Adorei as tuas fotos e sei que a tarte é excelente.
    As cerejas ficaram bem bonitinhas aí, parecem um colar pousado :)mas vindo de ti só podia ser uma perfeição.
    A ideia de retirar a canela agrada-me, até porque às vezes tenho um convidado que não gosta dessa especiaria :)
    Bjns
    Isabel


    ResponderEliminar
  17. Ai que delícia meu Deus! De pensar que aqui não vejo estas cerejas fresquinhas assim, já fico salivando...... beijinhos.

    ResponderEliminar
  18. Oi Isabel,
    que tarte mais linda, com estas doces e suculentas cerejas só pode ter ficado uma delicia, bela receita! Aqui não temos estas cerejas lindas e fresquinhas assim.
    Oslaine
    Bjs

    ResponderEliminar
  19. Isabelinha querida que linda sua tarte, eu sou apaixonada por cerejas, mas se tivesse por aqui uma plantação de cerejas seria perfeito, tira-las do pé fresquinhas, comeria aos montes hehe. Enfim, tem que comprar no supermercado mesmo hehe. Mas voltando a sua tarte ficou magnifica, linda, e claro, deliciosamente maravilhosa, pena que moras tão longe filhota. Beijinhos. Adorei

    ResponderEliminar
  20. Querida Isabel,
    obrigada pelos parabéns, e claro que está perdoada, gosto muito da Isabel não fazia sentido amuar:)
    Em relação a esta tarte estamos em sintonia, pois ando há muito tentada em fazer uma destas galettes mas de morango, o que mais gosto nelas são do seu formato e da massa, mas fico sempre com receio de como devo fazer o recheio pois já vi sugestões que até levam queijo creme.
    Acho que vou ter que me aventurar com alguma e depois de ver esta aqui não vou resistir.
    Esta está fantástica, deliciosa só de ler a receita e claro as fotos estão fantásticas.
    Não conhecia o blog da Violeta mas adorei.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Olá Isabel;
    Fiquei deliciada com a tua tarte!
    Vou ter que experimentar!!
    Bjs :)

    ResponderEliminar
  22. Oh meu Deus!
    Isto não se faz... há uns dias que ando com um strudel na cabeça que leva cerejas, depois vi na Violeta a tarte rústica e agora esta tua...Ai N. Srª das Dietas isto é provocação!
    Enfim...a tua tarte está um mimo que só visto. Hum...como eu gostava de provar, pois parece tão boa!
    Mais uma para a lista das experiências!
    Uma beijoca do tamanho do mundo

    ResponderEliminar
  23. Minha querida Isabel,

    Que melhor forma de dar destaque a bolinhas carnudas como algumas que têm aparecido por aí?
    Por aqui são raras essas cerejas boas (as que mais gosto também), aparecem mais das "branco-vermelhas", lol, por isso já fiquei desejosa de provar a tua tarte.

    Até porque a massa têm um aspecto absolutamente perfeito e delicioso! :)

    Beijinho grande,
    Aida

    ResponderEliminar
  24. Ohhhhhhhhhhh Minha querida Isabel.. isto nao é um pecado sao varios pecados juntos.... Mas o da gula entao esta mesmo em alta... caracas, que maravilha que ficou a tua tarte rustica, ainda ontem o meu lanche foi uma generosa quantidade de cerejas gentilmente oferecidas pelas minhas cerejeiras... Agora tenho que esperar o dia A para poder fazer uma coisinha dessas!!!!

    Beijocas

    Margarida

    ResponderEliminar
  25. Querida Isabel, dei comigo a rir, ao ler o que escreveste, pois também sou assim, com algumas receitas.

    Já tinha gostado muito desta tarte, quando a vi pela primeira vez, feita pela querida Violeta. Agora, aqui, feita por ti, ganhei mais um motivo para gostar dela, pois ambas as tornaram uma sobremesa maravilhosa.

    Parabéns e beijo às duas!

    ResponderEliminar
  26. Oi querida.
    Concordo com voce 100% sobre a historia da Nigella.... Tens razao, e proprio no respeito de tantas mulheres que passam por esta situaçao e nao conseguem sair por problemas economicos, e tantas tambem perderm a vida, penso que ela poderia dar exemplo a todos......
    Nao é somente uma questao pessoal... mas de sociedade.
    Otima questa tarte..
    Um abraço.
    Thais

    ResponderEliminar
  27. Olá Isabel:)

    Infelizmente já não tenho mais cerejas para experimentar essa linda e maravilhosa galette, só de olhar já faz crescer água na boca:):):)
    Vou tentar me lembrar de fazer para o ano:)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  28. Adoro estas tartes, esta tem um aspecto para lá de maravilhoso... ainda bem que não tenho cá cerejas, senão ia a correr pra cozinha!

    ResponderEliminar
  29. Adorei esta tarte e sendo eu doidinha por cerejas ia amar.
    Gostei da sugestão.
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/06/3-edicao-do-projeto-escolha-do.html

    ResponderEliminar
  30. Bom dia Isabel,
    Adorei a tarte de cerejas não só pela beleza das imagens como também pela composição, é deliciosamente irresistível.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderEliminar
  31. Também tenho momentos desses em que uma receita me assola a cabeça todo o dia e toda a noite e enquanto não colocar as mãos na massa, ela não sai da cabeca. A tua galette ficou linda e com cerejas da época deve ter ficado ainda melhor.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  32. Está realmente com um aspeto divinal.

    Adorei minha amiga galosa!!

    beijocas

    paula

    ResponderEliminar
  33. Florzinha do meu coração, assim vc me mata... que linda sugestão, quanta coisa boa nesse cantinho...
    Adoro de paixão.
    beijocas

    ResponderEliminar
  34. Oh Isabel!
    Que tarte tão linda tu aqui colocaste!!

    Não me canso de olhar para ela, tão perfeitinha e apetitosa!!

    Ah! e obrigada pelas dicas sobre cerejas! São sempre úteis!


    Beijinhos
    http://fabricocaseiro.blogspot.pt/2013/06/ananas-caramelizado-em-calda-de-laranja.html

    ResponderEliminar
  35. Oi Isabel! Tem mesmo algumas receitas que ficam na minha cabeça e enquanto não faço não sossego, rsrs. Esta sua tarte ficou linda e com um aspecto muito gostoso!

    Abraços. Fabiana.

    ResponderEliminar
  36. Eu também sonho com comida :-)
    Adorei a tua sugestão e também já a tenho marcada para fazer, os canais de comida são uma desgraça!!! Nem durmo!!!

    ResponderEliminar
  37. Eu também adorei esta galette :)
    E a minha avó deu-me imensas cerejas, estava a pensar fazer esta da Violeta ou uma da Lenita do ano passado!
    Devora-se num abrir e fechar de olhos, não Isabel?
    A tua está mesmo perfeitinha!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  38. Percebo-te bem Isabel :)
    Também sonho com comida que vejo pela internet e em livros, e há receitas que não nos saem do pensamento!
    Adorei a galette super rústica da Violeta, adoro tartes com cerejas!
    E a tua ficou tão linda :) com esse ar de que apetece uma fatia e mais uma, ainda morna com uma bola de gelado. Que bom!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  39. Ora bem, vocês realmente são a minha dor de cabeça!
    Ou melhor, a minha enxaqueca!!!!!
    Então anda aqui uma pessoa a comer bolachinhas de arroz e depara-se com estas coisas amargas??? :P
    Ai amiga que pedaço de mau caminho!!!!!!!!!!!!! Está divinal!!!
    Beijinho!
    Cláudia

    ResponderEliminar
  40. Deliciosa essa tarte de cerejas e perfeita, faz bem a saúde as cerejas.
    Bjs

    ResponderEliminar
  41. Que receita linda e apetitosa! Uma semana linda pra ti! bjjokas*
    I Love Cupcakes

    ResponderEliminar
  42. Isabel querida, fiquei sem palavras p/comentar essa maravilha, pq fiquei com a boca cheia d'água, ou melhor dizendo inundada de água kkkkkkkkkkk
    Delícia!
    Amiga, como eu estava com problemas no face, resolvi abrir outro, mas não pude colocar o mesmo nome...
    Fazer o que né?
    Juntando face com Dinha = trapalhada kkkkkkkk
    Bjsssssssssss e uma noite abençoada p/vcs

    ResponderEliminar
  43. Adoro cerejas ... adoro mesmo !!! E esta tua tarte ... que perdição :))
    Beijinhos bem doces amiga !

    PS.: Fiquei a salivar ... ( só pra que conste... )

    ResponderEliminar
  44. Querida Isabel, realmente essa tarte deve ser uma tentação :P
    Este ano ainda não comprei cerejas mas tenho de mudar isso pois com essa delicia à minha frente não tenho como lhes resistir lol

    Bjkas doces

    ResponderEliminar
  45. Eu sou uma devoradora compulsiva de cerejas por isso acho que ia adorar comer uma fatia desta maravilhosa tarte!

    ResponderEliminar
  46. Eita amiga.. entrar aqui é sinônimo de sofrer viu?
    Aff!! srsr
    Olha.. eu estou aqui desejando uma fatia dessa maravilha..
    Não sobrou nadinha por aí não?
    Ficou linda demais, e o sabor deve ser tudo.... as cerejas estão lindas..
    Nossa.. que charme..
    Aliás seus pratos são sempre um verdadeiro charme..

    Um beijo minha linda.. estava morrendo de saudades..

    ResponderEliminar
  47. Que linda tarte, Isabel! Fiquei salivando aqui com vontade de comer um belo pedaço! As cerejas estão lindas, difícil de encontrar por aqui onde moro. Gostei das dicas sobre as cerejas, valeu pela partilha! =)
    Bjssss
    www.viveraprendendo.com

    ResponderEliminar
  48. Ora aqui está um fruto vermelho e lindo que eu posso comer, venha dai uma fatia, sff...extra cerejas e como elas fazem tão bem à saúde tem mesmo que ser extra :)

    Beijos

    ResponderEliminar
  49. Bel querida as fotos falam por si só, esta tarte está estupenda, linda linda e com certeza deliciosa, adorei bjs !!!

    ResponderEliminar
  50. Amiga Isabel.
    Fabulosa e provocantemente deliciosa essa tarte rustica com essas perolas de recheio, e super bem feita e apresentada.
    Adorei tanto que não paro de salivar.
    Linda e gostosa ( a torta!!!!).
    Beijinhos

    Não sei porque não consigo comentar no outro blog, vem a mensagem que os comentários foram retirados.

    ResponderEliminar
  51. Olá querida Isabel !
    Que linda tarte. Eu adoro cerejas e também adorei este teu post, não só pela fantástica receita como pela informação aqui deixada à cerca deste fruto.
    A receita desta massa é fantástica, costumo usa-la bastante vezes mesmo para quiches, só não costumo é usar o vinagre, sabes explicar porque se usa ? Tem com certeza alguma razão... Fiquei curiosa...
    Muitos beijinhos !

    ResponderEliminar
  52. Minha querida Isabel,

    Esta tarte está simplesmente fantástica!
    O que eu dava agora por uma fatia... Que aspecto maravilhoso. E as fotos estão muito lindas!

    Beijinhos minha querida :)

    ResponderEliminar
  53. Que tarte tão linda, Isabel! Está um sonho!!!
    Beijinhos e boa sexta!

    ResponderEliminar
  54. Minha queridíssima amiga Isabel, esse post está perfeito em todos os sentidos, pois mesmo não podendo tocar e sentir o aroma, a minha imaginação me transportou para Portugal e assim pude estar perto de você saboreando essa magnifica e deliciosa tarte em sua companhia minha amiga, fabulosas fotos!!

    Beijinhos e um fim de semana maravilhoso!!

    ResponderEliminar
  55. Isabel esta tarte está de cortar a respiração!!!
    Que magnifica escolha, bem que adorava dar umas trincas nessa bela fatia!

    Beijinhos;

    ResponderEliminar
  56. Olá minha querida Isabel, que maravilhosa tarte , esta! Já quando a vi no blog da Violeta me encheu o olho. Infelizmente ainda não tive oportunidade de a fazer... Espero ter antes que as cerejas acabem. A tua ficou lindissima e as fotos estão maravilhosas!
    Um grande beijo!

    ResponderEliminar
  57. Tão perfeita esta tarte/galette. :D
    Fiquei a salivar. ;)

    Jota
    http://searchncook.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  58. Amiga, gostamos muito de cerejas aqui em casa e adorei tuas dicas sobre elas. Esta galette está linda, apetitosa, que belas fotos!
    Bjos e boa semana!

    ResponderEliminar
  59. Esta tarte rustica deixou-me muito inquieta Isabel, ai amiga tudo o que nos mostras deixa-me com vontade ir a correr para a cozinha empanturrar-me em calorias LOOOOOOOL breve breve irei arranjar um belo pretexto para experimentar esta delicia :)

    Beijocas grande amiga,
    Joana

    ResponderEliminar
  60. MUITO OBRIGADA do fundo do coração por todo o mimo que aqui me deixaram.

    Um beijinho grande a cada um de vós !

    Isabel

    ResponderEliminar
  61. Sem duvida que ha receitas que nos perseguem... Assim como esta que TERÁ de ser feita :-)

    ResponderEliminar
  62. Minha Isabel querida!
    A tua tarte rústica de cerejas está mesmo magnifica. Usaste os maravilhosos brincos de princesa, denominadas assim pelas antigas raparigas aldeãs. Como tal eu considero-as um fruto real e que enriqueceu a tarte de cor e sabores.
    Agora quero redimir-me, pela minha ausência desde ontem. Obrigada pela visita carinhosa.
    Beijinhos grandes, querida amiga <3

    ResponderEliminar

Obrigada por ter vindo e pelo tempo que disponibilizou a comentar.
Volte sempre.