Mostrar mensagens com a etiqueta Natal. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Natal. Mostrar todas as mensagens

22 de dezembro de 2014

COSCORÕES





Tiras de massa feita com farinha de trigo e ovos que depois se fritam e no fim se polvilham com açúcar e canela...
Estes fritos chamam-se em Portugal Coscorões e assim os conheço desde sempre ! :)

Perfumados com laranja e aguardente, uma massa macia e apetecível que se molda ao nosso jeito por entre a música de Natal que entoa pela casa enquanto os moldamos...
Assim foi num Domingo ensolarado mas frio, muito frio...

Andava há muito tempo para experimentar fazer Coscorões e aproveitei o facto de ter por cá a Mãe, para obviamente a colocar a ajudar-me... :) 
"Está mal" -  dirão vocês.  :)
Ela gosta ! Acreditem !
A minha Mãe é daquelas pessoas que têm que estar sempre a mexer, parece ter bichinhos carpinteiros ! :)
Foi muito bom fazer estes Coscorões a 4 mãos, por entre conversas e gargalhadas, por entre cusquices e muita cumplicidade ! :) 
A Mãe nunca teve muito hábito de fazer estes fritos. 
Fê-los parcas vezes.
Aponta mais para rabanadas e sonhos, mas sempre comi Coscorões noutros locais, noutras casas nas noites de Natal !







Ingredientes:


  • 2 ovos
  • 1 laranja - sumo e raspa
  • 1 c. de sopa de açúcar
  • 1 c. de chá de sal
  • 50 ml de águardente
  • 40 gr de manteiga vegetal
  • 400 gr a 500 gr de farinha de trigo Branca de Neve
  • Óleo para fritar
  • Canela e açúcar (misturados) para polvilhar






Preparação:

No copo da Bimby misturar todos os ingredientes, excepto a farinha e envolver durante 1 minuto, velocidade 4. 
Com a Bimby em funcionamento na velocidade 3, vai-se juntando a farinha até formar uma massa compacta. 
Depois, programar 3 minutos na velocidade "espiga". 
Transferir a massa para uma tigela e tapar com um pano de cozinha.
Deixar a massa "descansar" durante 1 hora sensivelmente.

Se não tiver uma Bimby ou uma MFP, terá de juntar todos os ingredientes e amassar a massa à mão até que fique elástica.

Passado o tempo de "descanso", cortar pedaços de massa e esticá-la na bancada, polvilhada com farinha, com o rolo de cozinha até ficar bem fininha. Cortar rectângulos com um corta pizza, dar 2 golpes em cada porção de massa e fritar em óleo bem quente. 
Assim que começarem a borbulhar e a ficarem dourados, virá-los para acabar a fritura. 
Transferir para um prato com papel absorvente para escorrer o óleo. 
Depois de escorridos passar para outro prato e polvilhar com canela e açúcar.

Este processo exige muita coordenação ou então trabalho em conjunto.

Ou é feito por 2 pessoas em que 1 vai esticando a massa, a outra vai fritando, ou então tem que se esticar e cortar a massa em muitas porções e só depois começar a fritar. Isto porque depois do óleo estar quente não podemos "abandoná-lo" ou corre-se o risco de o mesmo se queimar bem como aos coscorões.

Estes Coscorões estão mais do que aprovados. 
Têm pouquissima gordura nos seus elementos e ficam muito sequinhos após a fritura, razão pela qual não sobraram para contar história no dia em que foram confeccionados !
A aguardente evapora na fritura, e sente-se o toque da laranja o que os torna de facto muito ricos.







É com estes deliciosos Coscorões que vos deixo os meus votos de um Feliz Natal e de um Ano Novo cheio de realizações e muita tranquilidade.

Tudo de bom para todos vocês e para as vossas familias e amigos !










Fonte: http://receitasaodesafio.blogspot.pt/2013/02/coscoroes-ja-atrasados.html





1 de janeiro de 2014

RABANADAS - "Dia Um... Na Cozinha"



Feliz Ano 2014 !!!


Na 8ª edição do "Dia Um... Na Cozinha", foi pedida uma "Iguaria de Natal" para coroarmos a época mais importante do ano para muitas pessoas !
O Natal foi o convidado especialíssimo deste projecto mensal, do qual todos vocês poderão participar juntando-se ao grupo acima mencionado. 

Trago neste 1º dia de 2014 as Rabanadas (decerto um dos mais tradicionais e que possivelmente aparecerá muito neste dia) por ser aquele doce que mais recordações de infância me traz, em tempos que eram de recursos parcos, dinheiro contado e pouca abundância em termos de mesa de Natal.

O Natal não era como hoje eu o vejo.
Eram outros tempos, tempos belos com árvore de Natal feita com o pinheirinho apanhado no pinhal, que se fazia quase em cima da data (onde tudo era mais belo, vivido de forma mais intensa, menos comercial), onde se acreditava que o Menino Jesus (e não o Pai Natal !) descia pela chaminé e os olhinhos brilhavam em imaginar tal quadro... e perguntava-se: "Mãe, ele não fica todo farrusco?" 
A Mãe ria, o Pai ria e, abanando as cabeças, lá arranjavam uma qualquer explicação atabalhoada em que eu piamente acreditava !
E os presentes sempre apareciam em cima do fogão, por baixo da chaminé... não por baixo da árvore de Natal, como hoje vemos acontecer.
Ah... que saudades desses belíssimos tempos... outros... tão diferentes, tão bons...

Nunca poderiam faltar as Rabanadas... 
Não se faziam sonhos de Natal, faziam-se filhozes amassadas até à exaustão por mãos sábias e fortes, mas eu preferia as Rabanadas... sempre pedia à Mãe para não esquecer e Ela nunca esquecia. :)





E fora da época natalícia, eu por vezes "fazia queixas" a uma antiga Amiga dos meus pais, muito chegada à família, dizendo "Carlota, a Mãe não faz rabanadas..."
E a Carlota, senhora já de avançada idade, "ralhava" com a Mãe, por forma a satisfazer-me e "mandava-a" fazer rabanadas para mim ! :)

As Rabanadas sempre me fazem sorrir...sempre me trazem à memória pessoas e momentos de outros tempos...distantes...felizes ! 

E o vosso Natal, como era quando eram pequeninos ? :)








Ingredientes:

  • Pão de forma cortado às fatias
  • Leite morno com açúcar e uma casca de limão
  • Ovos batidos
  • Açúcar e canela para polvilhar






Preparação:


Molhar as fatias de pão no leite morno, no qual anteriormente se colocou açúcar e uma casca de limão.
Passá-las por ovo batido e fritar em óleo bem quente.
Quando estiverem douradas, tiram-se para cima de papel absorvente.
Passam-se depois por açúcar e canela.







Vamos recordar as outras edições do "Dia Um... Na Cozinha" ?


1ª edição - Brownies
2ª edição - Gelados
3ª edição - Saladas
4ª edição - Tartes Rústicas de Fruta (Galettes)
5ª edição - Fritattas de Legumes
6 ª edição - Crumble com Frutas da Época






20 de dezembro de 2013

BOAS FESTAS *** PAUSA






A todos os Leitores e Amigos do Brisa Marítima, desejamos um Feliz Natal e um Próspero Ano 2014.
Que traga a concretização plena dos vossos sonhos e objectivos.
Encontramo-nos de novo no próximo ano já que, por agora, teremos umas merecidas férias.
Obrigada por estarem aí, obrigada pela companhia que nos fizeram ao longo deste ano 2013.

Um grande Abraço e Boas Festas.

Isabel

26 de dezembro de 2012

ATÉ PARA O ANO... NATAL !



O Natal já se foi, está para vir o Ano Novo e todas as comemorações que o dia 31 de Dezembro traz !

Este ano tivémos um Natal diferente ! :)
Este ano, o Natal foi passado com Familia de Sangue na casa da Familia de Coração...

Bons Amigos de longa data... 
Conheço uma das pessoas há 39 anos, conheço outra das pessoas há 27 anos e conheço a outra pessoa desde que nasceu...
São algumas das " Minhas Pessoas ", como costumo dizer...

Só as Mães estiveram presentes connosco... já nenhum de nós tem Pai, infelizmente e também já falta uma querida Mãe... 
Assim mesmo, com a recordação de todos, a Noite Feliz foi fabulosa...

Criou-se um ambiente fantástico, animado, carinhoso, ternurento, amistoso... uma noite de Afectos, de Amizade, de Aconchego, de Risos, de Brincadeiras, de Cumplicidade que só os bons Amigos têm e que perdurará por muitos e longos anos... assim todos esperamos que aconteça ! 

Contenção nas prendas, ofertas caseiras cheias de carinho... excepção natural dos "miúdos" da casa... eles foram quem mais "ostentaram"... :))

Até para o ano, Natal ! Até 2013 ! :-)

Reuniremos de novo, como sempre, no dia 31 Dezembro para mais uma Noite Feliz ! :-)














































24 de dezembro de 2012

FELIZ NATAL


A todos os leitores do Brisa Maritima eu desejo um Feliz Natal !