31 de outubro de 2012

TARTE DE PÊSSEGO - CRUNCHY AND CUSTARDY PEACH TART


Um dos desafios do projecto "Dorie às Sextas" era, há umas semanas atrás, elaborar esta Tarte de Pêssego... 
Não me foi possível executá-la no tempo destinado pelo "Dorie às Sextas", mas foi uma das receitas que me prendeu de imediato a atenção, assim que a li.
Eu tinha de fazer esta Tarte, algo me dizia que não poderia deixar passar...

Os pêssegos estavam a acabar, outras frutas chamavam por mim, mas ainda reservei alguns e quando vi que já não poderia passar nem mais um dia sem que eles se perdessem, elaborei a Tarte !

Em bom tempo o fiz, eu sabia que ela me chamava de alguma forma...
Não me enganei no meu instinto...
Não mentirei, nem exagerarei se disser aqui que foi a Tarte mais Magnifica e Deliciosa que já fiz até hoje.
Um perfeita iguaria do livro da Dorie Greenspan...

Não vou  mentir: esta não é uma receita fácil, é sim um grande desafio para quem gosta de ser desafiado... é uma sobremesa requintada e é preciso ter tempo, disposição e saber que se vai demorar, mas tendo a total certeza de que vai executar algo único em Sabor !

Sim, testada, aprovada e será, sem qualquer sombra de dúvida repetida quando os belos pêssegos voltarem ao nosso convívio, porque com os de lata... sinceramente... não me parece...

A quem me lê, confiem... o sabor desta tarte, para quem aprecia pêssegos, é totalmente imbatível !




Ingredientes:


Para o "Streusel"


  • 2 colheres sopa de farinha
  • 2 colheres sopa de açúcar amarelo (bem cheias)
  • 2 colheres sopa de amêndoas picadas (não tinha, por isso utilizei avelãs)
  • 2 colheres sopa de manteiga sem sal fria, cortada em pedaços



Para a Tarte:

  • 155g farinha
  • 1/4 de uma chávena de 240 ml de amêndoas finamente moídas
  • 60g açúcar em pó
  • 1 pitada de sal
  • 130g manteiga sem sal, MUITO fria, cortada em pedaços pequenos
  • 1 gema grande


Para o Recheio:

  • 3 pêssegos grandes, maduros, descascados, cortados ao meio e sem caroço
  • 1/2 chávena de 240 ml de natas
  • 1 ovo grande
  • 1/4 de chávena de 240 ml de açúcar
  • 1/8 colher chá de extracto de amêndoa
  • açúcar em pó para enfeitar



Preparação:


Massa da Tarte


Ponha a farinha, amêndoa, açúcar e sal num processador e misture bem. 
Distribua os cubos de manteiga sobre os ingredientes secos e pressione o misturador até que a massa pareça migalhas de tamanhos diferentes (umas ervilhas, outras aveia). 
Bata a gema numa tigela para a quebrar e acrescente um bocadinho de cada vez, pulsando a massa após cada adição. 
Quando toda a gema tiver sido adicionada, ligue o processador 10 segundos de cada vez, até que a massa forme agregados de tamanhos diferentes. 
Imediatamente antes de a massa atingir este ponto o som do processador vai mudar - é o sinal: transfira a massa para uma superfície e, muito leve e rapidamente, amasse-a para incorporar quaisquer ingredientes secos ainda visíveis.

Unte com manteiga uma forma de tarte com fundo removível. 
Pressione a massa na forma, usando toda a massa (menos um bocadinho, que deverá guardar no frigorífico para remendar eventuais rachas que se formem ao assar). 
Não tenha mão pesada - pressione o suficiente para os pedaços se ligarem uns aos outros, mas não tanto que a massa perca a sua textura. 
Leve ao congelador por, pelo menos, 30 minutos (mas de preferência mais tempo), antes de a levar a assar.

Pré-aqueça o forno a 190ºC. 
Unte o lado brilhante de um pedaço de papel de alumínio e encaixe-o sobre a massa, o lado untado para baixo (como a massa foi congelada, pode ser assada sem uso de pesos). 
Ponha a forma sobre um tabuleiro e asse por 25 minutos. 
Cuidadosamente, remova o papel de alumínio. 
Se a massa tiver formado bolhas pressione-as gentilmente com as costas de uma colher.
Para uma base de tarte parcialmente assada, remende as rachas, se necessário, e transfira-a para uma grade, para arrefecer (mantendo-a na forma).


"Streusel": 

Com as pontas dos dedos misture todos os ingredientes num pequeno recipiente até que estejam bem combinados. Cubra o streusel com película aderente e leve ao frigorífico até ser necessário (se for bem coberto, pode ser guardado até 2 dias). Pode pois prepará-lo na véspera.




Montagem da tarte

Pré-aqueça o forno a 215ºC. 
Coloque uma forma de tarte sobre um tabuleiro e reserve.



Corte 5 metades dos pêssegos em fatias. 
A melhor forma de o fazer é colocar cada metade com o lado cortado para baixo numa tábua e ir cortando com a faca perpendicular à tábua em fatias finas. 
Levantar todas as fatias em simultâneo com uma espátula, pressionar ligeiramente para as abrir ligeiramente em leque e colocar sobre a base da tarte.
Deverá ficar com um espaço vazio no meio, para a 6ª metade. 
Corte-a o suficiente para que encaixe no centro inteira. 
Com a ponta da faca, faça pequenos cortes, pouco fundos, nesta metade. 
Reserve.
Com um batedor de varas, misture as natas, o ovo, o açúcar e o extracto de amêndoa. Quando bem misturados, bata o recipiente na mesa para retirar quaisquer bolhas de ar que se tenham formado. 
Deite a mistura sobre os pêssegos.
Leve ao forno por 10 minutos. 
Depois deste tempo, baixe a temperatura para 190ºC e asse por mais 20 minutos.

Acrescente o "Streusel": retire-o do frigorífico e, com os dedos, parta-o em pequenos pedaços. 
Com cuidado, puxe a tarte do forno sem a retirar e sem agitar demasiado o recheio delicado. Se for mais fácil, pode tirá-la completamente do forno - o importante é não agitar o recheio. Polvilhe a tarte com o "Streusel".
Leve novamente ao forno, por mais 10 minutos ou até que o recheio esteja praticamente sólido e o "Streusel" dourado. 
Retire a tarte do forno e transfira a forma para uma grade. 
Deixe arrefecer até estar morna ou à temperatura ambiente.
Antes de servir, polvilhe com açúcar em pó.


Bom Apetite !!!!























Aproveito ainda para agradecer à Catarina do blog A Cozinha da Kinhas os prémios Dardos e Liebster Award que tão gentilmente me ofereceu !
E também à Cláudia, do Histórias e Aromas que me atribuiu o prémio Dardos.
Obrigada pelo vosso carinho...
Deixo-os aqui para quem os quiser levar, todos são merecedores e não consigo escolher ninguém. :-)



    


54 comentários:

  1. Oláaaaaa Isabel, que linda tarte, e tão original.Pelo que li, deverá ser uma tarte para fazer em certos dias muito inspirados, e cheios de calma, ouvindo uma boa musica:)
    As fotos estão lindas, e parece-me que a troca das amêndoas, pelas avelãs correu às mil maravilhas.
    Um beijinho, bom feriado:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Duxa :-) é isso mesmo, com alguma paciência consegue-se um resultado fabuloso.
      Obrigada pelo carinho

      Beijinho

      Eliminar
  2. Minha querida que delicia de tarte :)
    Mesmo a estas horas já ia umas belas fatias ahah
    Beijinho Grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga, desta tarte iam fatias a toda a hora... eh eh eh...
      Obrigada pelo carinho

      Beijinho grande

      Eliminar
  3. Olá minha querida, esta tarte está simplesmente perfeita! Para mim teria de ser feita em domingos de preguiça (único dia disponível)... mas fiquei tentada, muito tentada...

    beijinhos e obrigada pela menção :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Catarina, num dia que tenhas assim uma refeição especial para apresentar, experimenta esta sobremesa... todos ficarão boquiabertos, quase de certeza ! :)

      Beijinhos, de nada... então ? ;-)

      Eliminar
  4. Um regalo para os olhos e valeu a pena o trabalho porque deve ser magnifica.
    Um bom feriado
    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. ela esta mesmo com um ascepto mt bonito gostei mt das fotos bjs bom friado

    ResponderEliminar
  6. Em boa altura decidiste fazer a tarte. Tem um aspecto delicado e magnifico. Eu nao cheguei a fazer e agora terei de esperar pelos proximos pessegos. Saber esperar e uma virtude ;)
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi uma receita da Dories que me ficou "entalada"... tinha de a fazer e fiquei muito feliz com o resultado ! :)

      E sim, melhor fazer com pêssego natural !

      Obrigada Maria ! :)

      Beijinhos

      Eliminar
  7. Olá Isabel, aqui deste lado!
    Ficou um luxo a tua tarte, eu também gostei muito dela!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lenita :)

      Já tinha visto que também tinhas gostado imenso, é uma receita de sucesso !

      Obrigada pelo carinho ! :)

      Beijos

      Eliminar
  8. Querida Isabel, que bela tarte, adoro pessegos maduros e frescos.Gosto muito de bolos e tartes que levam frutas frescas. A receita é bem elaborada, um pouco trabalhosa pode até ser, mas vi que podemos fazer de véspera o Streusel, aliás não conhecia. Por acaso à volta da tarte seria o streusel??? Adorei essa tarte, ficou magnifica, linda, e acredito quando vc diz que foi a melhor que já provou, as fotos estão ai para comprovar a delicia. Vou levar a receita comigo, quem sabe coloco em prática e fico a espera de uns pessegos bonitos, que no caso aqui no Brasil só existem próximo ao Natal, e como o Natal já está a bater as nossas portas......
    Bjos minha doce filhota. Um ótimo feriado e final de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida,

      Desde que tenho o blog que tenho experimentado a fruta fresca nas tartes e bolos e tenho de facto adorado, é uma mais valia para a receita ! :-)

      Sim, o Streusel (sim, o que está à volta da tarte) pode ser feito antecipadamente, já se poupa o tempo desse passo embora não seja isso o mais dificil.

      Muito obrigada pelos eu carinho minha amiga ! :)

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Isabel fiquei aguada.Essa torta com pessegos, eu amo pessegos, me deixou com vontade de devora-la todinha, rsrs.Você sempre capricha nas suas receitas e me deixa babando.Parabéns querida.Beijos, tenha um lindo e abençoado dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Léia,

      O seu carinho é imensurável ! :)
      Muito obrigada !

      Beijinhos

      Eliminar
  10. Olá Isabel.
    Que aspecto espetacular!!! Com um cenário encantado. E essa maravilhosa tarte, ai como deve estar deliciosa. :) Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Ficou linda e deve valer bem a pena o trabalho.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, São, vale mesmo a pena ! :)

      Beijinhos

      Eliminar
  12. Olá querida Isabel :)
    Esta receita que também não pude fazer ficou-me debaixo de olho.
    Eu adoro pêssegos, é daquelas frutas de verão perfumadas e carnudas que me seduz na perfeição.
    E esta tarte é algo de fabuloso. Mais uma receita maravilha da Dorie.
    A tua está linda, linda!!
    Um beijinho e bom feriado amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga,

      Esta tens de experimentar, penso que faz todo o teu estilo...
      É fabulosa mesmo ! :)

      Obrigada pelo carinho, querida !

      Beijinhos

      Eliminar
  13. Olá querida Isabel !
    Aqui estou eu de volta aos vossos cantinhos, peço desculpa, mas a semana que antecedeu ao programa foi uma confusão e criou-me uma ansiedade enorme ! Ainda bem que gostas-te é uma rubrica de dicas que vai passar durante o mês de Novembro na TVI no Voce na TV, a próxima é dia 8, depois, 15 e a ultima 23. Fiquei muito contente com o vosso carinho, acredita, tive mais apoio de vocês do que propriamente das pessoas conhecidas. Peço desculpa não ter contado nada mas pedriram-me confidencialidade. Por tras disto tudo esta a marca Fairy, que me descobriu através do blog. Estou muito feliz !
    Adorei esta tua tarte, de facto além de "chocolateira" tens umas mãos de fada para outras coisas que tal como esta são uma delicia, adorei o que vi por aqui !
    Um beijo de muito carinho e amizade, obrigada por todo o teu apoio, carinho e simpatia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Anabela,

      Nada a descupar, então ?
      Já sabemos que a Vida é assim, estamos quando podemos, há que perceber isso ! :-)

      Fiquei eu sim muito feliz por ti, tive pena de não te ver em directo, mas fiquei muito contente com o video, estavas lindíssima e muito serena !

      Obrigada eu pelo teu carinho e amizade ! :)

      Beijinhos grandes

      Eliminar
  14. Olá Isabel,

    li toda a receita e apesar de trabalhoso, também ´m tenho a sensação que é trabalho bem empregue. É pena a época dos pêssegos já ter passado, mas para a próxima época vou experimentar.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marlene,

      De facto não é tempo perdido, mas é pouca tarte para o qeu apetece comer depois... :-)))

      Vale mesmo a pena, depois quero ver, está bem ? ;-)

      Beijinhos

      Eliminar
  15. Ficou linda e tenho a certeza que deliciosa pois tudo o que é feito com essas mãozinhas sai bem.
    Bjokinhas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lala, sempre com uma bondade incrível !!

      Obrigada pelo carinho, amiga !

      Beijinhos

      Eliminar
  16. Linda e de certeza uma delicia!
    Pelos ingredientes parece-me perfeita.
    Mais uma receita a fazer. Adoro pessegos.
    E esta tarte seduziu-me por completo. ;)

    Beijinhos

    Aurea Sá

    ResponderEliminar
  17. Amiga Isabel.
    Eu também não consegui fazer esta torta, mas ficou-me a vontade, agora mais aguçada pelos teus comentários. Tão logo sobrem pessegos vou fazê-la. Ficou linda e as fotos também.
    Beijinhos da Gina

    ResponderEliminar
  18. Amiga, depois do bolo de chocolate, uma torta maravilhosa assim, é muita delícia p/ um dia só.
    Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii.

    Bjssssssssss querida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh eh eh... assim ficamos com os olhinhos a brilhar !

      Obrigada, amiga !

      Beijinhos

      Eliminar
  19. Olá Isabel: esta receita parece deliciosa ( adoro pessegos),mas não é para "apressadas" (como eu,eheh). Tens mesmo umas mãozinhas bem especiais e dás um toque de requinte a tudo.Gostava mesmo era de provar esta delícia.
    Bj
    Márcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Márcia, esta receita tem que se fazer com tempo e disposição, mas o resultado é fabuloso, vale a pena investir ! :)

      Obrigada amiga, és uma querida !

      Beijinhos

      Eliminar
  20. Isto deve ser mais que maravilhoso :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é mesmo muito bom e compensa a léguas o trabalho que se tem, pela diferença no sabor. :-)

      Obrigada pela visita,

      Beijinhos

      Eliminar
  21. Ah, quem me dera ter uma fatia dessa tarte fantástica!!! Ficou fabulosa!!!!
    Imagino esse contraste de texturas, sabores e perfumas..! Simplesmente maravilha! Adorei as suas fotos, querida!
    Um beijo grande e bom fim de semana!*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Kate,

      Obrigada pelo seu carinho e pela sua visita, fico feliz por ter vindo ! :)

      Beijinhos

      Eliminar
  22. Olá Isabel,
    Esta tarte é espetacular, belíssima, de frutas humm, deliciosa, perfeita para acompanhar uma xícara de chá ou café.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderEliminar
  23. Muito obrigada pela opinião e pelo carinho, Vânia ! :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Bom dia,

    Vindo retribuir sua simpática visita ao Eternos Prazeres, já encontro uma maravilhosa receita,
    Uma saborosíssima tarte de pêssegos frescos, que apesar de trabalhosa, valeu cada minuto,
    Meus cumprimentos pela qualidade do blog, e das receitas apresentadas,

    Um abraço,
    Renata Boechat


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Renata,

      Obrigada pela sua visita a este meu espaço e pelo seu carinho !

      Bom Domingo

      Beijinho

      Eliminar
  25. Aiiii, esta tarte tira-me do sério :)
    que tentação!!!
    Bjns
    http://emocaoascolheradas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eh eh eh...
      Eu sei que é trabalhosa, mas esta é digna e aconselho vivamente a experimentares !

      Beijinhos e obrigada

      Eliminar
    2. Era esta a tarte que falaste :) eu sabia que também não me tinha passado despercebida.
      Quando vierem os pêssegos, não me escapa :)

      bjcas
      http://emocaoascolheradas.blogspot.pt/

      Eliminar
    3. Sim, querida, era esta...
      É daquelas que simplesmente vais ADORAR... :)

      Beijinhos

      Eliminar
  26. Pois nao me estranha que nao tivesse visto esta tarte!! Ainda nao andava pela blogosfera!! ora bolas.... Mas agora que a vejo, vou faze-la!!!
    Ai vou porque isto tem que estar mais do que bom!!! Fiquei encantada com a textura!! Ja sabes o que levo comigo!!!
    Beijinhos,
    Mena.

    ResponderEliminar
  27. Querida, vens muito a tempo...

    Aguarda a época dos pêssegos, não faças com os de lata.
    Fica magnifica !

    Um beijinho grande aos 3 !

    ResponderEliminar

Obrigada por ter vindo e pelo tempo que disponibilizou a comentar.
Volte sempre.